Arquivos do Blog

Um gol para a eternidade

Não é exagero dizer que o gol de César Sampaio, na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1993, contra o São Paulo, foi um dos mais bonitos da história do Palmeiras e também do futebol brasileiro. O jogo aconteceu no Morumbi contra o rival que proporcionou embates históricos durante boa parte da década de 90.

Sampaio desarmou a bola no campo de defesa do Palmeiras, roubou a bola de Leonardo e arrancou em direção ao meio-campo. O ‘Monstro do Palestra’, como era conhecido, chegou até a meta são-paulina, quando ainda deu um lindo corte no volante Luis Carlos Goiano, um drible pela direita no goleiro Zetti e empurrou para as redes, aos 37 minutos do segundo tempo.

“Até hoje sou parado nas ruas por causa desse gol. Foi, realmente, o mais bonito de toda a minha carreira”, relembra Sampaio, como se fosse hoje. “Palmeiras e São Paulo faziam grandes jogos e nós fomos com moral para a final ao vencer aquele jogo.”

Após muitos anos, o atual gerente de futebol do Verdão foi jogar no São Paulo, em 2004. E mesmo tendo atuado por apenas três meses, acumulou amigos e prestígio. “Fiz amigos em toda a diretoria, com os jogadores, e isso é um sinal que fui respeitado”, disse o dirigente alviverde, que admitiu: ainda não conversou com um dos seus melhores amigos, o meia Rivaldo, às vésperas do duelo deste domingo.

“Desde os meus tempos de jogador, não converso com ninguém do time rival antes dos jogos. O Rivaldo é um grande companheiro, mas só vou falar com ele depois que o árbitro apitar o final do jogo.”

Ouça o Áudio do gerente de futebol palmeirense falando sobre o gol e relembra da pintura acessando o vídeo abaixo.

ENTREVISTA COM CÉSAR SAMPAIO


SÃO PAULO 0x2 PALMEIRAS – BRASILEIRO DE 1993

Anúncios